Quadrinho Nacional: Entrevista sobre a HQ Fade Out

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

0 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×
entrevista sobre a HQ Fade Out
Para comprar clique aqui!

Bom pessoal essa semana temos aqui a entrevista sobre a HQ Fade Out. Tivemos as entrevistas com cada um dos criadores da HQ e hoje eles vão estar falando sobre como foi criar, desenvolver e lançar essa HQ. Veja então o que Beto Skubs, Rafael de Latorre e Marcelo Maiolo tem a dizer!

Vamos começar então com a entrevista sobre a HQ Fade Out de Skubs, Latorre e Maiolo!

1) Como foi o processo de criação dessa HQ? Foi necessário algum trabalho de pesquisa para criar a história e o estilo dos personagens?

BETO: A HQ surgiu antes como roteiro de cinema. Eu tive essa ideia alguns anos antes, e comecei a escrever um roteiro para longa metragem, em Inglês. Não fiz nenhuma pesquisa específica para o roteiro, mas muitas das ideias saíram de coisas que eu lia sempre – por exemplo, sobre como as pessoas estão super expostas a informação, e o mal que isso pode causar, etc. Tem muitas referências à cultura pop, coisas que eu curto… Demorou anos até o roteiro ficar pronto!

RAFAEL: Depois que li o roteiro comecei a esboçar os personagens e pensar em como trabalhar o estilo do desenho, como iria combinar melhor com a história. Fui discutindo com o Beto como representar melhor cada personagem, até chegarmos num visual que combinasse com cada um.

MAIOLO: Pra mim foi pois até o momento eu não estava feliz com os estilos de cores que eu já havia feitos nos trabalhos do Rafael. Levei um tempo até acertar o estilo. A única coisa que eu tinha em mente com certeza era que a HQ tinha que ter uma paleta forte, pois eu queria trabalhar com emoções.

2) Como foi o trabalho em conjunto de vocês? Vocês já se conheciam? Já tinham trabalhado alguma outra vez juntos?

BETO: Eu já era amigo do Rafael há alguns anos. Ele estava procurando um projeto para ser sua primeira HQ e sabia que eu era roteirista, então queríamos fazer algo juntos. Pensamos em alguns projetos, mas não estava encaixando, até que eu comentei com ele por acaso do roteiro de cinema que eu estava escrevendo, e ele disse,  “É esse! Vamos adaptar esse roteiro para HQ!”. Ele já conhecia o Maiolo, que é um colorista de renome internacional. O Maiolo curtiu e começamos a adaptar a história.

RAFAEL: Eu já trabalhava com o Maiolo no mesmo estúdio, mas esse foi o primeiro projeto de HQ que fizemos. Como já era amigo do Beto também e queria adaptar um roteiro dele, trabalhar com eles no projeto foi ótimo, pois já rola uma confiança e mais liberdade.

MAIOLO: Com o Rafael, nós já trabalhávamos junto há uns anos, então foi tranquilo. Sem surpresas. Só com o Beto que eu nunca havia trabalhado, o que também digo que foi bem legal. A gente fala basicamente a mesma língua em matéria de gostos, então foi fácil.

entrevista sobre a HQ Fade Out

3) Porque vocês decidiram lançar a HQ de forma independente e não com o selo da editora?

BETO: Chegamos a fechar com uma editora, mas tivermos divergências editoriais e comerciais com eles, e optamos por lançar independente. A vantagem de lançar por conta própria é que você tem controle total do trabalho, tanto criativo como comercial. Nós mesmo fazemos nossa divulgação, ficamos bem próximos dos fãs. Temos que contar bastante com o apoio dos fãs e do pessoal da Imprensa para divulgar o trabalho.

RAFAEL: A grande vantagem em lançar de forma independente é o controle de como vai ser o trabalho final. Lançar por editora também pode ser muito bom, mas tem que existir uma sintonia legal com os autores.

MAIOLO: É exatamente o que os dois gajos disseram acima!

4) Pretendem fazer mais projetos em conjunto? Se sim podem adiantar alguma coisa?

BETO: Com certeza. Ainda não podemos divulgar nada, mas assim que tivermos novidades, todo mundo vai ficar sabendo! 😉

RAFAEL: Bem isso 😉

MAIOLO: Aguardem!

5) O que vocês acharam do resultado final da HQ?

BETO: Fantástico. Eu sabia que o Rafael e o Maiolo eram fodões, então quando começamos o trabalho, eu tinha uma expectativa… Eu e o Rafael fizemos a adaptação do roteiro para HQ juntos, e quando eu comecei a ver as primeiras páginas, fiquei muito empolgado. Quando vi a primeira página pronta – colorida, com balões – ficou ainda muito acima do que eu esperava!

RAFAEL: Gostei bastante também. Trabalhar na adaptação do roteiro com o Beto foi muito bom pra conseguirmos passar o ritmo de narrativa e expressões que queríamos, e nem preciso falar da cor do Maiolo 😉

MAIOLO: Fiquei bem contente com o resultado final. Não nos importamos em custos ou trabalho árduo e quando pego na mão a revista e vejo a qualidade gráfica e editorial, sem dizer sobre o conteúdo de arte e roteiro, fico muito satisfeito.

6) Por fim duas perguntas, qual a opinião de vocês sobre o mercado nacional de quadrinhos?

BETO: Precisamos de mais incentivo. O Proac foi sensacional, permitiu que a gente lançasse nosso trabalho, nos deu a oportunidade de fazer esse projeto. Gostaria de ver mais editoras proporcionando espaço para artistas nacionais, mas acho também que se os criadores batalharem por histórias originais e interessantes, que fujam da mesmice e sejam ambiciosas, acho que a gente pode criar nosso espaço.

RAFAEL: Concordo com o Beto. Esse ano foram selecionados projetos do Proac que estou doido pra ver, de artistas muito fodas! Eventos como o FIQ e RioComicon também são ótimos pra o mercado.

MAIOLO: Eu acredito que o mercado nacional está se fortalecendo e estamos vendo um panorama que nunca foi visto antes, em matéria de qualidade e quantidade de produção. Nos eventos como o FIQ e o Rio Comicon percebe-se que os stands autorais tem tanto ou mais pessoas comprando do que os stands das próprias editoras. Eu acredito que os leitores estão cansados da forma básica de se fazer HQ e mesmo de se vender HQ. O mercado está se transformando. Não sei onde vai dar isso, mas com certeza quero fazer parte!

Entrevista sobre a HQ Fade Out
Clique aqui para comprar!

7) Tem alguma mensagem que queiram deixar para os fãs?

BETO: Como nosso trabalho é independente, dependemos 100% de vocês para nos ajudar a divulgar! Quem gostar, não esqueça de falar pros amigos, comentar nos sites – parece que não, mas cada um comentário individual faz muita diferença no nosso projeto. Temos nossa página oficial no Facebook (www.facebook.com/SuicidioSemDor). Se você comprou, empreste pros amigos, ou diga pra eles comparem também. Trabalhamos demais nesse projeto, fizemos de tudo para deixar o preço o mais baixo possível, então precisamos muito de vocês para não deixar a peteca cair!

E, principalmente: muito obrigado por todos os comentários, elogios, pelo carinhos das pessoas que pudemos conhecer pessoalmente em eventos, noites de autógrafos, etc. Valeu mesmo!

RAFAEL: Isso aí, a ajuda e o retorno de vocês faz toda diferença! Espero que quem ainda não leu curta a HQ e pra quem já leu estamos ansiosos em fazer um próximo trabalho ainda melhor pra compartilhar com vocês! Valeu!

MAIOLO: Eu só posso agradecer o apoio e o carinho de todo mundo que leu a revista, que nos deu feedback e que passou pra frente. Essa galera fez e fez toda a diferença nesse nosso mercado. Valeu galera, seus lindos!

Se você gostou da entrevista sobre a HQ Fade Out não deixe de ver as entrevistas deles aqui no Canal NERD.

Se você ainda não tem o Canal NERD no facebook corra já para a nossa página CanalNERDOficial, e nos siga no twitter, @CanalNerd.