Crítica: Filhos do Fim do Mundo

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

0 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

É meia-noite quando a humanidade é surpreendida pela notícia: todas as crianças nascidas nos últimos 12 meses morreram misteriosamente. Descobrem também que plantas e filhotes também morreram. Um repórter responsável por cobrir os eventos preparativos para o fim do mundo, deixa sua esposa grávida em casa, partindo para uma perigosa missão investigativa, em que terá de enfrentar grandes desafios para proteger aqueles que ama.

Em Filhos Do Fim Do Mundo, acompanhamos a saga de um repórter tentando se equilibrar entre sua função de pai e jornalista em meio ao caos pré-apocalipse. As catástrofes se misturam com a tensão psicológica do personagem em um envolvente romance que vai encantar os amantes de ficção.

Filhos do Fim do Mundo de Fábio M. Barreto

Filhos do Fim do Mundo
Filhos do Fim do Mundo é uma história que vai além do apocalipse, que nos mostra mais do que as horríveis consequências de uma catástrofe mundial. Em Filhos do Fim do Mundo somos lembrados que o desespero do ser humano pode ser seu maior inimigo e sua ruína diante de um evento sem explicações aparentes.

A jornada de Filhos do Fim do Mundo mostra que após todos os recém nascidos nos últimos 12 meses morrerem sem explicação, um Jornalista é obrigado a partir em busca de respostas para salvar seu filho que ainda está para nascer. Logo com o ocorrido e as medidas tomadas pelos governos do mundo todo, como forma de prevenir o caos, a população começa a perder o controle e a busca do Jornalista por respostas se torna ainda mais fundamental, e ele passa a ser a peça chave para a descoberta de uma solução para esse misterioso evento.

A narrativa de Filhos do Fim do Mundo é bem direta e nos leva de um situação a outra sem a necessidade de floreios e exageros, a aventura do Jornalista flui de forma natural e a cada página novas descobertas e e novos personagens passam a mostra porquê as ações dos homens é mais perigosa para a continuidade da vida do que o apocalipse em si.

O livro presenta algumas curiosidades como a opção do autor por não usar nomes para os personagens e identificá-los por suas funções na trama. Se quiser entender melhor veja nossa entrevista com Fábio Barreto o autor de Filhos do Fim do Mundo.

Além disso o final do livro causa muita discussão entre os fãs, mas devo dizer que a escolha feita pelo autor foi sensata já que dessa forma quem leu pode tirar suas próprias conclusões. É com certeza um final que te faz pensar e refletir e fica a seu encargo entender a mensagem alí colocada.

Apesar de se tratar de um tipo de história não muito comum aos autores brasileiros, Fábio M. Barreto conseguiu criar uma história envolvente e de ótima qualidade, Filhos do Fim do Mundo é uma ótima pedida se você gosta do gênero.

Se você quiser comprar o livro clique aqui. E aproveite para curtir a página de Filhos do Fim do Mundo no Facebook.

Se você ainda não tem o Canal NERD no facebook corra já para a nossa página CanalNERDOficial, e nos siga no twitter, @CanalNerd.